tem dias que a gente tenta com toda vontade do mundo ter gratidão. mas não dá. a única vontade é de perguntar: por que?
por que comigo? por que tanta falta? por que tantas dúvidas? por que tanto passado presente? por que tanta dor?
por que nada se resolve?
por que tantas coisas mal acabadas? por que me movimento tanto e permaneço no mesmo lugar?
por que tanta procura e poucos achados?
por que quanto mais degraus subo, mais degraus essa escada tem?
por que uma renúncia tão grande por cada escolha?
por que sentir tanto? seria isso um presente ou um fardo?
por que não saber, não entender, não pertencer?
o que querem de mim? o que faço aqui?
seriam as perguntas uma resposta?
hoje eu tô ferida e eu só queria a chave de um porquê.

Escrito por Sarita Deoli

Olá, humano! Meu nome é Sarita e eu sou baiana, ariana e minha lua é em câncer. Minha primeira profissão foi de advogada mas agora, mais aprochegada no meu caminho, faço faculdade Psicologia e formação em Psicoterapia Holística. Criei esse blog em 2017 pra conversar sobre as relações do ser humano consigo mesmo e com o mundo. Aqui rola conteúdo sobre transformação pessoal, autoconhecimento, saúde mental e afins. Chegue mais.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: